O processo de interiorização da pandemia do novo coronavírus tem chegado mais intensamente no Noroeste Fluminense. Desde 1º de junho, Itaperuna e Santo Antônio de Pádua – maiores cidades da região – tiveram 113,2% e 127,7% de aumento nos números de casos confirmados. No mesmo período, Campos e Macaé também tiveram crescimentos significativos de 80,2% e 72,9%, respectivamente. Os dados fazem parte de um levantamento do Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense.

Neste meio tempo, a Prefeitura de Itaperuna flexibilizou as atividades comerciais. Desde segunda-feira (15), as academias de ginástica também voltaram a funcionar. No mesmo dia, o município de 103 mil habitantes somou 30 novos casos da doença. Em 1º de junho, a cidade contabilizava 197 pessoas diagnosticadas com a Covid-19. Em 15 dias, o número passou para 420 – ascensão de 113,2%.

Com população de 42,4 mil pessoas, Santo Antônio de Pádua registrou uma intensificação ainda maior da pandemia. A quantidade de pessoas infectadas com o novo coronavírus saltou de 101, no início do mês, para 230 nesta segunda-feira. Uma alta de 129 casos e 127,7% em duas semanas.

O Painel mostra, ainda, que os maiores municípios do Norte Fluminense também estão em franca propagação do coronavírus. Em Campos, foram 611 novos casos no mesmo período, passando de 762 para 1.373 pacientes diagnosticados, o que representa aumento de 80,2%.

Com os maiores números absolutos da região, Macaé registrou crescimento de 72,9% nos últimos 15 dias. A cidade passou de 936 para 1.618 casos confirmados.

Os números completos de cada semana podem ser consultados em nosso site: http://covid19nortenoroeste.com/

Painel Covid-19 | Norte e Noroeste Fluminense
Facebook:https://www.facebook.com/covid19nortenoroeste/
Twitter: https://twitter.com/painelcovid