Quatro municípios da região tiveram aceleração da pandemia do coronavírus na última semana, entre 16 de agosto e o sábado (22). Quissamã e São Francisco de Itabapoana registraram as maiores altas, com 192,9% e 168,4% a mais de casos, respectivamente, na comparação com os sete dias anteriores. Na sequência, também aparecem Natividade e Porciúncula, segundo levantamento do Painel Covid-19 Norte e Noroeste Fluminense com base nos dados divulgados pelas prefeituras.

Por outro lado, oito municípios apresentaram desaceleração na quantidade de infectados na comparação com os sete dias anteriores. Os maiores destaques ficaram para Macaé e Itaperuna, que redução superior a 60%.

Para este levantamento, o Painel utiliza como critério para aceleração da pandemia os municípios que tiveram mais de dez casos em uma semana. As cidades que registraram uma redução superior dez casos estão classificados em desaceleração, enquanto as que ficaram no meio termo estão em estabilidade.

Com 41 novos infectados, Quissamã bateu o recorde de novos casos na última semana. A cidade vinha em uma estabilidade com números relativamente baixos. Na semana anterior, entre 16 e 22 de agosto, foram 14 casos registrados. O salto foi de 192,9%, o maior de toda a região.

Também chama a atenção a situação de São Francisco de Itabapoana, que estava no mapa de desaceleração nas duas semanas anteriores, passando de 44 novos casos, entre 26 de julho e 1º de agosto, para 19 pessoas contaminadas, entre 09 e 15 de agosto. No entanto, na última semana, o município pulou para 51 infectados. É o segundo maior número desde o início da pandemia – atrás apenas dos 66 casos entre 21 e 27 de junho –, o que significa um crescimento de 168,4%.

Natividade e Porciúncula também apresentaram altas significativas. As duas cidades do Noroeste estão realizando testagem diferenciada da população e, naturalmente, a quantidade de casos positivos têm aumentado.

A Prefeitura de Natividade divulgou que, até o sábado (22), foram feitos 3.252 testes rápidos – 22,3% do total de habitantes. Com isso, o município teve a maior quantidade de novos casos desde o início da pandemia, com 90 pessoas contaminadas na semana passada. Nos sete dias anteriores, o número foi de 53 e o crescimento de 69,8%.

Já em Porciúncula, até o sábado (22), foram realizados 2.731 testes rápidos, segundo a prefeitura, o que representa 14,5% da população. A cidade também bateu recorde, com 95 novos infectados na última semana. O aumento foi de 53,2% na comparação com os 62 pacientes diagnosticados entre 16 e 22 de agosto.

Macaé e Itaperuna com maiores quedas

Na outra ponta do mapa, estão sete cidades que apresentaram redução na quantidade de infectados a cada sete dias. Em Macaé, o número de novos casos despencou de 495, entre 16 e 22 de agosto, para 147, na última semana. A diminuição foi de 70,3% no período. Foi o menor índice de contaminados na cidade em três meses e meio (o anterior foi de 98 casos, entre 03 e 09 de maio).

Depois de duas semanas seguidas com crescimento exponencial da pandemia, Itaperuna registrou uma queda significativa. De 436 casos confirmados, entre 09 e 15 de agosto, os dados passaram para 163, entre 16 e 22 de agosto, o que representa -62,6%.

Santo Antônio de Pádua foi outra cidade que apresentou redução na casa dos 51,2%. De 80 infectados, entre 16 e 22 de agosto, foram registrados 39 novos casos na semana passada. É o menor número desde a semana entre 24 e 30 de maio, quando foram contabilizados 38 diagnósticos.

Os outros cinco municípios da região que também tiveram queda na quantidade de novos casos foram São Fidélis, com -46,3%; Conceição de Macabu, com -46%; Varre-Sai, com -31,1%; Italva, com -27,8%; e Campos, com -12,9%.

Já as cidades que estão em estabilidade foram Carepebus, São João da Barra, Cardoso Moreira, Bom Jesus do Itabapoana, Laje do Muriaé, Miracema, São José de Ubá, Cambuci, Aperibé e Itaocara.

Os números completos de cada semana podem ser consultados em nosso site: http://covid19nortenoroeste.com/

Painel Covid-19 | Norte e Noroeste FluminenseFacebook:https://www.facebook.com/covid19nortenoroeste/
Twitter: https://twitter.com/painelcovid